Não é mais rico aquele que mais tem

Senão aquele que menos necessita.

Anônimo

À filosofia de vida que consiste em reduzir as coisas ao mínimo para utilizá-las ao máximo dá-se o nome de MINIMALISMO. Eu entendo o minimalismo acompanhado por outras palavras, tais como: descomplicar, utilizar e mensurar.

Tudo o que possuímos, de certo modo, nos gera energia, principalmente quando pensamos em um nível atômico, portanto o que possuímos deveria ser consumido de forma inteligente e íntegra. Quando temos um objeto, seja ele concreto ou conceitual, ele pode gerar energia. Por exemplo, se eu possuo um carro eu gasto energia e tempo para cuidar dele, porém ele me proporciona conforto. No entanto se gasto o meu dinheiro para comprar um livro que sei que não vou ler, ou demorarei um determinado tempo para fazê-lo, o meu subconsciente pode gerar energia que me impulsiona a ler esse livro.

Logo, se a energia gerada para ler o livro não é consumida na leitura, isso pode causar cansaço físico ou mental desnecessários, uma vez que eu não precisava adquirir o livro.

O uso de nossa energia mental pode ser positivo ou negativo. Ele é positivo quando o corpo e a mente são capazes de consumir a energia gerada na aquisição de um bem. Por outro lado, se a energia não for gasta, inevitavelmente adquirimos stress.

Para que o indivíduo não se sobrecarregue com energia que não irá consumir é possível aplicar uma técnica simples que consiste em fazer algumas perguntas antes de possuir algo, principalmente após ser bombardeado por propagandas que geram consumismo a partir de suas emoções que estão em busca de dopamina. As perguntas que devemos fazer ao mensurarmos a aquisição de algo são:

  1. Eu preciso desse produto?
  2. Eu vou utilizar esse produto?
  3. Como eu utilizarei esse produto?
  4. Quando eu utilizarei esse produto?
  5. Eu posso fazer usufruto desse objeto somando a outros bens que possuo, deste modo viabilizando o seu uso?

Respondendo essas perguntas, você pode ter segurança para adquirir apenas coisas de que você precisa.

Podemos aplicar a mesma técnica à alimentação e aos estudos, tendo em vista sempre a obtenção de resultados. O indivíduo deve cuidar para que a ingestão de alimentos seja saudável e não gere gordura e energia em excesso. Para isso, possuímos aliados no combate à obesidade: a ingestão consciente de alimentos e os exercícios físicos. Quanto mais o indivíduo comer, mais ele deve se exercitar.

Por fim, cabem algumas dicas com relação aos estudos. Imagine uma pessoa com a missão de estudar, em um ano, matemática avançada e inglês, ambos para um concurso público. Ora, nosso amigo teria várias opções de estudo, porém apenas um objetivo: passar na prova.

Consideremos que esse estudante possui inglês básico e alguma noção de cálculo. Não seria melhor que ele estudasse os conceitos matemáticos em inglês? Se ficar muito difícil ler os conceitos matemáticos em outro idioma, por que não tentar assistir a vídeos online com aulas ministradas por algum professor nativo que fale a língua inglesa?

Todo o indivíduo deve descobrir a maneira pela qual tem mais facilidade em aprender evitando perda de tempo e ineficácia. Encontre o seu método, seja eficiente e viva feliz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s