Naquele dia o mundo estará ausente

E a fenda do tempo se desdobrará.

Atônito afogado na mente

O corpo dará o seu último suspiro

E do peito mortal

O coração que tanto amou

Baterá pela última vez

Os estímulos todos se irão

Sobrará apenas a solidão e o medo

O sol brilhará lá fora

O céu estará em seu lugar

Uma criança estará sorrindo

Alguém do outro lado do mundo também estará morrendo

Mas a alma viverá

O Espírito da esperança resistirá

E encontrará em Deus sua morada.

Amém.

Luciano Aparecido Marques

Um comentário em “Último dia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s