Outro dia o menino encontrou uma pedra da lua

Ela estava caída no chão em meio às flores diluídas

Ele leu na sagacidade do minério uma frase filosófica:

“O sono é bom para quem pode dormir

E a vida é bela para que pode sorrir”

Ele logo atirou a pedra no rio

Pois que dormir não podia

E o sorriso na boca não lhe cabia

A lua era distante e tal sabedoria

A si não passava de fantasia

Continuou a garimpar embrutecendo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s