Fora de ordem

Outro dia o menino encontrou uma pedra da lua

Ela estava caída no chão em meio às flores diluídas

Ele leu na sagacidade do minério uma frase filosófica:

“O sono é bom para quem pode dormir

E a vida é bela para que pode sorrir”

Ele logo atirou a pedra no rio

Pois que dormir não podia

E o sorriso na boca não lhe cabia

A lua era distante e tal sabedoria

A si não passava de fantasia

Continuou a garimpar embrutecendo.

Gratidão pela rara existência!

O coração pulsa,

A corrente sanguínea toma seu rumo

Os hormônios pululam e arrumam a casa,

A bagunça!

___________________________________________

O cérebro trabalha;

Envia sinopses que constroem a mente

A inteligência acende pela manhã tal qual farol

Na beira da praia!

_______________________________________________

O cabelo esvoaça

Ao bater do vento contra a face

As pernas dançam em frenesi

E a felicidade escapa.

______________________________________________

A existência se esparge!

Os olhos percebem as cores

O ouvido, os sons

Autêntico Milagre!

_____________________________________________

A vida passa

Os amigos e a família somam

E aos poucos amamos

Em tom de graça!

_____________________________________________

Cultivamos a semente

E sabemos que além está

O trem para próxima estação.

A partida é iminente!

___________________________________________

Sigamos adiante

Não nos entristeçamos

E agradeçamos nossa

Chance!

Luciano Aparecido Marques.